Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / DIRETOR DO D.E.R

DIRETOR DO D.E.R

por ext publicado 23/05/2017 23h16, última modificação 23/05/2017 23h16
DIRETOR DO DER PROMETE REVER AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS DE EXTREMOZ
Após a Audiência Pública sobre o Sistema de Transporte Público de Extremoz, de autoria do vereador Josias (PROS) e o encaminhamento ao Departamento de Estradas e Rodagem do RN, do ofício com as reivindicações da população, os vereadores do município estiveram hoje pela manhã, 03, reunidos com o diretor geral do DER, General Jorge Ernesto Pinto Fraxe, na sede do órgão. Participaram também da reunião os representantes dos estudantes de Extremoz.
Na pauta da audiência, entre as reivindicações apresentadas pelos vereadores Josias, Izidoro e Aderson, que representaram a Câmara, está o aumento da passagem de ônibus que aconteceu no último dia 24 de abril, autorizado pela portaria nº 036 de Abril de 2017 do Departamento de Estradas e Rodagens (DER). Outras solicitações foram apresentadas entre as quais, destacam-se melhorias na qualidade dos transportes; revisão das linhas; aumento na quantidade de ônibus; licitação para novas empresas de transportes; a volta da linha 127; que a linha 120 possa circular nos finais de semana e feriados; que seja feita novas licitações para o transporte alternativo.
O diretor geral do DER apalavrou que irá analisar com seu quadro técnico o percentual do aumento da passagem de ônibus e que irá fazer de tudo para rever os valores, inclusive se reunir com a empresa Oceano para juntos, DER e prestadora do serviço, encontrar um valor compatível com a realidade econômica do município. Em relação as outras reivindicações, disse o general Jorge Ernesto que irá encaminhar para ver a possibilidade de implantação.


Para o vereador Josias (PROS), a reunião foi satisfatória devido a recepção favorável do órgão para rever os valores da passagem de ônibus. “Mostramos ao diretor do DER que o aumento foi abusivo devido ao percentual ser maior que o índice da inflação. Ou seja, numa época de crise financeira, os salários congelados, e o DER autorizar um aumento maior que a inflação foi um golpe grande no orçamento doméstico do trabalhador”, disse Josias.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

Facebook  Youtube

Acesso à Informação